Æmaeth
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Servos Astrais

5 participantes

Ir para baixo

Servos Astrais Empty Servos Astrais

Mensagem por Aarin Federleicht Qui Mar 11, 2021 5:08 pm

Bom dia, pessoal.

Nos aproximamos de mais um ciclo de estudos e praticas. Dentre os conhecimentos necessários para nossa jornada estão os meios de formação e trabalho com servos astrais. Assim sendo, neste tópico vamos condensar conteúdos a esse respeito, sejam instruções, dúvidas, elaborações pessoais, indicações de leitura… enfim, aquilo que nos possa ser útil na futura tarefa. Sigamos.

_________________
O propósito do Guerreiro é a paz.
Aarin Federleicht
Aarin Federleicht
Neófito

Mensagens : 110
Data de inscrição : 21/02/2015
Idade : 28
Localização : Salvador

Klepsidra gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Aarin Federleicht Qui Mar 11, 2021 5:29 pm

O Que São Servos Astrais


Servos Astrais Azoth10

O mundo é grande. Dar conta dele com o alcance dos nossos sentindo físicos não é tarefa fácil, vide  as dificuldades atuais em definir o formato do chão que pisamos. Ao pensar e experimentar com os planos da existência para além do físico, diferentes tradições espiritualistas desenharam suas próprias topografias do além, por vezes com regiões bem delimitadas e relativamente independentes entre si, por outras como um contínuo a perder de vista, como uma estrada que segue em direção ao desconhecido. Cada uma dessas regiões ou etapas da manifestação tem suas particularidades e, para que as pessoas sejam capazes de percebê-las e navegar por elas, elas também têm outros corpos além do físico, cada um com sentidos especializados e meio de operação próprio para lidar com cada região da existência.

Para não nos estendermos nas premissas, vamos tomar como referência a divisão que Annie Besant faz dos planos de manifestação mais básicos:
  • O plano físico, que compreende o mundo de matéria densa que todos experimentamos com um corpo também físico, onde a comunicação se dá através das diferentes linguagens em que ideias são associadas por convenção a determinados símbolos.
  • O plano astral, composto de matéria mais sutil e plástica, e identificado como o plano das sensações, emoções e paixões. O corpo astral de uma pessoa é aquele que lhe permite, justamente, que receba as impressões daquilo que o cerca. Ao mesmo tempo, a matéria plástica do mundo astral responde e se molda às impressões das pessoas e, de maneira geral, esta região da manifestação se configura como uma cópia mais ou menos idêntica ao mundo material que percebemos (todos os dias eu percebo minha casa aqui). Basta pensar que as próprias impressões pessoais de cada um são bastante plásticas, mutáveis e imprecisas, não correspondendo à realidade de fato. Por tudo isso o plano astral também é conhecido como “mundo das ilusões”.
  • O plano mental é o mais sutil de todos, identificado com o raciocínio, inteligência e entendimento. Em tese, com o corpo mental o ser se expressa de forma livre das sensações, emoções e formas do plano astral e sem a necessidade das palavras e signos do mundo físico.


Pois bem, a partir do exposto acima, podemos chegar ao conceito de formas-pensamento: sempre que uma pessoa pensa, uma parte do seu corpo mental se estende para além dele e toma uma forma definida no espaço correspondente àquele pensamento. Se este ser que pensa não está agindo estritamente no plano mental, e este é geralmente o caso, esse pensamento se reveste de matéria astral, adquirindo forma definida nesse campo da existência de acordo com as impressões que essa pessoa relaciona ao pensamento. Existem dois tipos de forma pensamento: as que reproduzem impressões de objetos concretos como, por exemplo, se pensarmos no Bob Esponja moldamos no plano astral uma cópia do personagem; e as que reproduzem conceitos abstratos, geralmente mais ligados às emoções como quando, por exemplo, desejamos o bem de alguém sem que definamos o que seria esse bem, e formamos no plano astral uma forma-pensamento com contornos abstratos, um amalgama do que associamos àquela sensação.

As características importantes de se ter em mente sobre as formas-pensamento são:
  • Ocupam lugar definido no espaço e podem ser vista por videntes ou através de instrumentos/técnicas de vidência.
  • São tão nítidas e bem formadas quanto forem intensos, nítidos e bem formados os pensamentos que as originam.
  • Existem e agem de forma mais ou menos independente no plano das sensações, o astral, e por isso mesmo provocam naquele com quem entra em contato sensações e possivelmente pensamentos análogos àqueles que lhe deram origem, seja esta pessoa seu criador ou não.
  • Têm um tempo de existência limitado que depende da intensidade, do tempo e do esforço dedicados à sua criação.
  • Quanto mais as sensações análogas a ele são reproduzidas, mais a forma dura. A forma-pensamento se alimenta, por assim dizer, de pensamentos e emoções semelhantes àqueles que lhes deram origem.
  • Uma forma-pensamento pode ser criação coletiva e ter alimentação coletiva.
  • Aquilo que existe no plano astral pode se manifestar no plano físico e geralmente se manifesta. Palavras são isso aí. Projetos também. Mas é claro que para além dos nossos caprichos existe o mundo natural e para além das formas-pensamento de um indivíduo existem as de pelo menos mais sete bilhões de encarnados.


Todos nós vivemos envoltos em uma nuvem composta de nossas próprias criações e daquelas que adotamos e alimentamos.
Pois bem, o que é então um servo astral? É uma forma-pensamento deliberadamente criada com características e finalidades específicas, que age no plano astral a serviço do(s) magista(s).


Servos Astrais T7b9fq10



Indicações de leitura para pensar detalhes que não estão aqui expostos como “o grande agente mágico”, como ele se configura no nosso planeta e em cada pessoa; subdivisões de cada plano; habitantes de cada plano; correntes astrais; e por aí vai:

O Poder do Pensamento – Annie Besant
Formas Pensamento – Annie Besant
Pensamento e Vontade – Ernesto Bozzano
O Plano Astral - C. W. Leadbeater
Dogma e Ritual de Alta Magia – Eliphas Levi
A Chave dos Grandes Mistérios – Eliphas Levi
Karma – Annie Besant

_________________
O propósito do Guerreiro é a paz.
Aarin Federleicht
Aarin Federleicht
Neófito

Mensagens : 110
Data de inscrição : 21/02/2015
Idade : 28
Localização : Salvador

Klepsidra gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Aarin Federleicht Qui Mar 11, 2021 9:44 pm

Como Criar Um Servo Astral


Servos Astrais Imagen11

O grupo mais empolgado na lida com os servos astrais que eu conheço são os caoístas, então me guiarei por eles para falar sobre o assunto.

Sendo um servo astral uma forma-pensamento criada pelo magista, duas são as principais diretrizes que devem orientar sua formação: 1) a maior precisão possível na sua elaboração, desde as características até os meios de ação e propósito; 2) bons mecanismos de controle, como métodos de criação, ativação, monitoramento e destruição. O primeiro item deve se traduzir em clareza de intento e concentração nos momentos de lida com a entidade, diz respeito ao autocontrole e competência do magista, não a uma possível escalada de complexidade nos elementos associados ao servo. O segundo deve se traduzir em segurança, no entendimento de que o magista é quem está no controle e tem autoridade, não em medo ou receio daquilo que está fazendo.
Partindo desses conhecimentos, diferentes métodos de criação podem ser utilizados, como a imaginação livre, algoritmos, fichas de RPG… o que for mais útil ao magista para uma elaboração clara de forma-pensamento. Deixarei abaixo os direcionamentos elaborados por Phil Hine em seu livro de ensaios “Aspects of Evocation”.

  1. Definir Intento Geral:
    Decidir o intento geral ou esfera de influência do servidor, como cura, proteção, sorte, divinação… Isso nos dá base para criar as associações simbólicas úteis para fortalecer nossa concentração no servidor e suas características.

  2. Definir Intento Específico:
    Aqui se define a tarefa específica a ser executada pelo servidor. “Auxilie nos processos de cura de fulano”, “me ajude a encontrar tal objeto”, “neutralize os ataques de tal pessoa/grupo”. O intento pode ser organizado em um sigilo.

  3. Definir Associações Simbólicas:
    A criação do servo pode estar associada a trânsitos astrológicos que favoreçam sua ação. Um pantáculo pode ser confeccionado com símbolos que correspondam às suas características e tarefas. Ervas, incensos, óleos, posturas corporais, sons, imagens sensoriais em geral, letras… aquilo que ajudar a definir a entidade e auxiliar em sua ativação.

  4. Tempo de Duração:
    Pode-se definir o período de atividade do servidor. Ele trabalha continuamente? Em horários específicos? Quando algum evento ocorre?
    Também pode ser definido o tempo de “vida” do servo. Ele deve desaparecer quando um objetivo for atingido? Quando for comandado pelo magista? Em uma data específica? Qual?

  5. Nome:
    Um nome pode ser dado para ajudar na individualização do servo, bem como em seu controle, assim como o sigilo.

  6. Base Material:
    O servo pode ser ancorado em uma base material. Um cristal, uma obra de arte, um objeto decorativo, um instrumento… O autor indica especialmente para servos de longa duração

  7. Imagem:
    Um servo pode ter uma imagem definida designada por seu criador independente de sua tarefa. Claro que ajuda que ele remeta ao serviço desejado. Essa imagem pode se traduzir, por exemplo, na base material ou no sigilo.


Última edição por Aarin Federleicht em Ter Mar 23, 2021 10:37 pm, editado 1 vez(es)

_________________
O propósito do Guerreiro é a paz.
Aarin Federleicht
Aarin Federleicht
Neófito

Mensagens : 110
Data de inscrição : 21/02/2015
Idade : 28
Localização : Salvador

Klepsidra gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Klepsidra Sex Mar 19, 2021 10:59 pm

O que vocês acham da gente dar corpo a esse servidor através de um pote/receptáculo com pedras/outros elementos relacionados a cada fase da roda do ano?
A gente pode construir de uma vez ou combinar os símbolos conforme cada celebração estiver se aproximando.
Klepsidra
Klepsidra
Caminhante

Mensagens : 26
Data de inscrição : 08/03/2021
Idade : 25
Localização : HELL DE JANEIRO

Aarin Federleicht gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Malklord Dom Mar 21, 2021 3:43 pm

Minha cara irmã, gosto da ideia de uma construção continuada,
Acho que assim como o Sigilo Alternativo foi construído a cada rito o nosso servidor for ganhando forma a cada Rito.



_________________
Malklord:: M.'.I.'.P.'.A.'.

Ominia in Unum

kabbalah, esoterismo , qliphoth , magia , ocultismo , celtas , força , wicca , verdade , ocultismo, occultismo, alquimia, sol, lua, astrologia, planetas, filosofia, sabedoria, busca, conhecimento, astrum argentum, arcanum arcanorum, hermetismo, religiões, cura, candomblé, umbanda, exu, orixás, anjos, demônios, deuses, forças da natureza, judeus, cristãos, Cristo, fogo, água, terra, ar, yin, yang, existencia, daemon, goetia, luz, escuridão, opostos, darkness, light, sun, moon, angels, michael, gabriel, rafael, adonai, mente, estudo, ciencia, meditação, force, grimoire, sabaoth,cernunos, mabon, graal, calice, arthur,artur,hermes,hermetico, alquimia, alchemy, pedra, filosofal, arcano, eliphas, levi, saint germain, fraternidade branca, sociedade teosifica, yggdrasil,ayahuasca, plantas de poder, Runas, rune, power, poder, hebraico, grego, grecia, roma, igreja
Malklord
Malklord
Admin

Mensagens : 360
Data de inscrição : 15/08/2014

http://aemaeth.forumeiros.com

Aarin Federleicht gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Aarin Federleicht Ter Mar 23, 2021 11:06 pm

Klepsidra escreveu:O que vocês acham da gente dar corpo a esse servidor através de um pote/receptáculo com pedras/outros elementos relacionados a cada fase da roda do ano?
A gente pode construir de uma vez ou combinar os símbolos conforme cada celebração estiver se aproximando.

Gostei da sugestão de fazer a longo prazo. Vamos trabalhar aspectos da árvore, faz sentido que as características do servo vão sendo sedo definidas a cada trabalho junto com alguma tarefa, talvez. Isso nos dá espaço no tempo para controlar bem nossa criação de forma adaptativa, nós dá a possibilidade de construir nossa própria confiança e familiaridade com o trabalho, o que só o fortalece.

Também gosto da ideia de um recipiente, pensei bastante nisso enquanto escrevia o post Smile
Em minha imaginação estavam muito presentes as ideias de espíritos presos em garrafas, os daemons na urna, os djins nas lâmpadas, o saci Laughing
Além disso o meio material é literalmente um receptáculo e a ideia de "vaso" faz referência a conceitos da Cabala.

Apesar de eu ser claramente prolixo, sugiro que os detalhes da criação do nosso servidor fiquem restritos aos circulo interno para evitar interferências.

_________________
O propósito do Guerreiro é a paz.
Aarin Federleicht
Aarin Federleicht
Neófito

Mensagens : 110
Data de inscrição : 21/02/2015
Idade : 28
Localização : Salvador

Klepsidra gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Malklord Qui Mar 25, 2021 11:26 am

Haha!!

Concordo com a restrição de publico para algumas informações,
Mas acho importante um criação coletiva e uma criação para o circulo interno,

Lembrando que o Circulo interno já está vinculado à egrégora por conta dos instrumentos anteriores.

Ou seja teríamos 1 servo relacionado ao circulo interno e 1 servo de criação coletiva...

Todos de acordo?

Saudações,

_________________
Malklord:: M.'.I.'.P.'.A.'.

Ominia in Unum

kabbalah, esoterismo , qliphoth , magia , ocultismo , celtas , força , wicca , verdade , ocultismo, occultismo, alquimia, sol, lua, astrologia, planetas, filosofia, sabedoria, busca, conhecimento, astrum argentum, arcanum arcanorum, hermetismo, religiões, cura, candomblé, umbanda, exu, orixás, anjos, demônios, deuses, forças da natureza, judeus, cristãos, Cristo, fogo, água, terra, ar, yin, yang, existencia, daemon, goetia, luz, escuridão, opostos, darkness, light, sun, moon, angels, michael, gabriel, rafael, adonai, mente, estudo, ciencia, meditação, force, grimoire, sabaoth,cernunos, mabon, graal, calice, arthur,artur,hermes,hermetico, alquimia, alchemy, pedra, filosofal, arcano, eliphas, levi, saint germain, fraternidade branca, sociedade teosifica, yggdrasil,ayahuasca, plantas de poder, Runas, rune, power, poder, hebraico, grego, grecia, roma, igreja
Malklord
Malklord
Admin

Mensagens : 360
Data de inscrição : 15/08/2014

http://aemaeth.forumeiros.com

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Neo Dom Mar 28, 2021 11:53 am

Klepsidra escreveu:O que vocês acham da gente dar corpo a esse servidor através de um pote/receptáculo com pedras/outros elementos relacionados a cada fase da roda do ano?
A gente pode construir de uma vez ou combinar os símbolos conforme cada celebração estiver se aproximando.

Acho uma ótima ideia essa criação feita aos poucos, e também pensei bastante nessa coisa do receptáculo.

Aarin Federleicht escreveu:Apesar de eu ser claramente prolixo, sugiro que os detalhes da criação do nosso servidor fiquem restritos aos circulo interno para evitar interferências.

Acredito que detalhes como o sigilo, por permitir um acesso fácil ao servidor e por consequência aos seus criadores (no caso a gente), é mais seguro que fique fechado aos participantes dessa roda, não necessariamente ao circulo interno. Pensei que Malk poderia criar uma área reservada no fórum para esses detalhes, apenas para não ficar visível para qualquer leitor que não conhecemos as intenções. Por enquanto somos um grupo pequeno, e não acho que seja preocupante que todos nós tenhamos acesso a essas informações, caso futuramente o grupo cresça mais podemos repensar algumas coisas de acordo com a situação.

Malklord escreveu:Concordo com a restrição de publico para algumas informações,
Mas acho importante um criação coletiva e uma criação para o circulo interno,

Embora eu goste da ideia, sou inexperiente na criação de servidores e acredito que outros aqui também. Penso que seria interessante criarmos apenas um, ao menos por hora, até pra não dissipar muito o foco e enfraquecer a ação da Vontade. E depois de termos essa experiência poderíamos pensar com base nos nossos acertos e erros criar outro futuramente. Claro que essa deve ser uma decisão do grupo, deixo apenas minha opinião.
Neo
Neo
Discípulo do Primórdio

Mensagens : 262
Data de inscrição : 05/03/2015
Localização : Salvador - BA

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Neo Dom Mar 28, 2021 11:56 am

Aarin Federleicht escreveu:
Servos Astrais Imagen11

Parabéns pelo tópico, Aarin! Adorei a imagem Laughing
Neo
Neo
Discípulo do Primórdio

Mensagens : 262
Data de inscrição : 05/03/2015
Localização : Salvador - BA

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Aarin Federleicht Sab Maio 01, 2021 7:10 pm

Sigilização


Servos Astrais Mona11


Olá pessoal. Vamos de mais informações legais e secretas no sigilo não conta pra ninguém só pros broders.

Uma técnica mágica que pode ou não estar associada à criação de um servo mágico é a sigilização, ou seja, a criação de selos que sirvam como referência pictórica para o elemental artificial. Criar um sigilo para um servo não é absolutamente necessário pois, sendo apenas uma forma pensamento, ele não precisa de nada mais que a capacidade imaginativa do magista. De todo modo, pode ser uma ajuda na lida com a entidade, assim como os nomes, base material, associações simbólicas e imagem. Na magia, de maneira geral, existem sigilos tradicionais que ninguém sabe de onde vêm pois são coisas mágicas e coisas mágicas são secretas (selos e pantáculos que pertencem a alguma ordem mágica); os sigilos revelados pela própria entidade a quem pertencem através de um médium ou efeitos fantásticos; e aqueles DYI que a gente faz em casa porque sim. Este ultimo que vamos aprender mais sobre a seguir.

As indicações que vou colocar aqui podem ser encontradas de forma mais completa no livro Practical Sigil Magic de Frater U. D..
Para propósitos desta postagem, dividirei os sigilos em dois tipos: 1) aqueles que são declaração de intento e servem por si mesmos como veículos da vontade do magista 2) e aqueles associados a uma entidade. A forma de criar os dois tipos é o mesmo, mas a finalidade e modo de lidar a longo prazo não (a meu ver, pelo menos), e por isso peço que leiam até o final para entender o que tem a ver com os servos..

O primeiro tipo serve como uma condensação e declaração de um intento/desejo do magista a ser manifestado. Pode ser qualquer tipo de desejo desde que sucinto e razoável em sua realização prática. Não é razoável, por exemplo, desejar ganhar poderes de soltar raio laser pelos olhos, nem desejar que Mark Zuckerberg transfira toda a sua fortuna para você até as 20 horas de hoje com um pix para o numero de cpf *********** com um recado que diz "te amo e nunca vou de te esquecer" escrito na fonte sans...
Os princípios básicos por trás da eficácia de tal técnica é a possibilidade da criação de uma corrente de pensamentos por parte do magista que afete ao menos sua própria realidade, e a noção de que essa corrente vai se formar de uma forma muito mais livre e potente se operada pela parte inconsciente da mente, contornando as barreiras da censura do estado comum de vigília. Por isso mesmo os sigilos são criações particulares, produções artísticas por assim dizer do próprio magista, um expressão genuína de seu desejo que geralmente tem sua expressão física destruída depois de ativado, para logo se tornar inacessível à consciência e ser esquecida.
De modo simplista, a sigilização parece funcionar como um pocket ritual desenhado para agir na esfera pessoal de criação mais imediata do magista sem envolver, a princípio, grandes forças do universo, auxílio de entidades, parafernália mágica, etc. Tal formato, apesar de prático, pode ter suas contrariedades e exige atenção em sua utilização.

Os passos para a criação de um sigilo são como segue:
  • Declaração de Intento: o magista escreve seu desejo em uma frase tão clara e objetiva quanto possível, mas sem se estender. Exemplo: Desejo me tornar forte como um tigre.
  • Retirada de Letras Repetidas: as letras que se repetem na frase são cortadas pois não importa que um "M" aparece dez vezes na frase, importa apenas que ele esteja representado na figura resultante. Adicionalmente, formas parecidas podem representar a mesma letra, como um M no desenho por ser entendido também como um W ou E.
    Desejo me tornar forte como um tigre se tornaria D E S J O M T R N A F C U I G.
  • As letras resultantes são então organizadas em uma imagem pictórica a gosto do magista, desde que escondam a frase original quase completamente. Colocarei imagens ao fim da postagem com possíveis sigilos com essas letras, não é pra rir.
  • Ativação: É o momento de "carregar" a imagem com o intendo, focando seus pensamentos ideias, emoções e desejos relativos a ele no selo, e "atirá-lo ao inconsciente. Os caoístas fazem isso entrando no que chamam de estado de gnose, idealmente um estado em que a mente se esvazia e o foco é total em um único ponto, neste caso o sigilo. O estado de gnose pode ser atingido por meio de diferentes tecnicas: meditação, ritual, drogas, orgasmo, fadiga, etc. Ao entrar em Gnose é preciso ter o sigilo bem claro na mente e/ou no seu campo de visão.
  • Destruição: O sigilo é destruído e esquecido. Pode ser queimando o papel, lavando a tinta, desenhando na areia e varrendo depois...


Algumas das contrariedades deste método... Ai, Gabi, só quem tem inconsciente sabe. O esforço de todo o treinamento magístico é para a expansão da consciência do magista e o controle fino das forças com as quais opera, controle esse do qual ele abre mão em grande medida ao utilizar a sigilização. O primeiro e óbvio cuidado que ele deve ter ao fazer uso deste método é ter certeza do que ele deseja e de imaginar se tal desejo faz sentindo ou se vai ser um problema quando realizado. O segundo é que, ao associar um intento a forças inconscientes, você não sabe muito bem que forças são essas e desconsidera que se elas são inconscientes há um bom motivo para isso (é pra lidar com isso que as pessoas vão pra a terapia, sabia?). Você espera que o resultado do seu pequeno ritual chegue, mas só Deus sabe se ele vai chegar na bala de um canhão ou em uma limousine.
Um clássico dos manuais sobre sigilização são os problemas com relação à terminologia usada na declaração de intento. Frases negativas tendem a ter efeito contrário, já que o foco do magista tende a ser positivo. Por exemplo, se você declara o intento "desejo não ficar doente", durante todo o tempo é bem provável que você esteja positivamente e de forma intensa se imaginando doente, com fortes sentimentos a respeito, mesmo que de aversão. Por que não usar "desejo me curar da doença que me aflige"? Outra questão são as frases imprecisas que entregam nas mãos de Deus (o seu ID, no caso) a realização de um desejo, e um exemplo disso é a pessoa que está desesperado e declara o intento "quero receber muito dinheiro rapidamente", mas através de quais meios? Pode ser que no dia seguinte a pessoa "se distraia" e se envolva em um acidente que deixe sequelas para todo a vida, mas junto venha uma boa indenização.

O que me vem na cabeça ao pensar nesse assunto é um ditado popular: Deus não dá asa a cobra.

Pois bem, o segundo estilo de sigilização, e aquele que nos interessa, é o que pode ser associado a uma entidade. Ele pode ser criado segundo os mesmos métodos aqui apresentados, porém é feito como parte do processo de criação do servo astral. A declaração de intento usada nesse caso deve ser a função do servido e/ou uma descrição de seus atributos gerais. Além disso é mais interessante (a meu ver) que o sigilo não seja destruído nem esquecido, mas que seja energizado pelo magista no processo de criação da entidade e guardado, pois é um meio de aterramento dela, de vinculação com nosso plano. Se no nome temos a identidade, no sigilo temos um resumo dos atributos. É, de certo modo, um pantáculo que o resume.

É isto. Lembrando que o caoísmo tem uma pegada bem mais experimental (que eu gosto muito, não vou negar) e que cada um é livre pra testar o que acha que deve e aguenta. Seguem imagens:

Uma versão em que usei todas as letras restantes. Meio que poluído visualmente.
Servos Astrais Sigilo11

Uma versão mais clean em que considerei que certos formatos contemplavam mais que uma letra. Se botar olhos, boca e umas anteninhas dá o smilinguido.
Servos Astrais Sigilo10

_________________
O propósito do Guerreiro é a paz.
Aarin Federleicht
Aarin Federleicht
Neófito

Mensagens : 110
Data de inscrição : 21/02/2015
Idade : 28
Localização : Salvador

Nienna gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Nienna Dom Maio 02, 2021 10:45 am

Aarin Federleicht escreveu:

Sigilização



Algumas das contrariedades deste método... Ai, Gabi, só quem tem inconsciente sabe. O esforço de todo o treinamento magístico é para a expansão da consciência do magista e o controle fino das forças com as quais opera, controle esse do qual ele abre mão em grande medida ao utilizar a sigilização.

hhahahahhaha Aih Gabi... nem me diga.

Gostei de seus sigilos, o primeiro causa até pareidolia. Algo a se pensar, quem sabe até ser utilizado, caso o magista tenha interesse.



Nienna
Nienna
Estudioso

Mensagens : 69
Data de inscrição : 03/03/2015

Aarin Federleicht gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Servos Astrais Empty Re: Servos Astrais

Mensagem por Neo Dom Maio 02, 2021 12:05 pm

Aarin Federleicht escreveu: Além disso é mais interessante (a meu ver) que o sigilo não seja destruído nem esquecido, mas que seja energizado pelo magista no processo de criação da entidade e guardado, pois é um meio de aterramento dela, de vinculação com nosso plano. Se no nome temos a identidade, no sigilo temos um resumo dos atributos. É, de certo modo, um pantáculo que o resume.

Concordo totalmente. Inclusive só utilizo sigilos dessa forma, independentemente de sua função.

Gostei dos seus sigilos, ficaram bem feitos. Escondeu muito bem as letras.
Neo
Neo
Discípulo do Primórdio

Mensagens : 262
Data de inscrição : 05/03/2015
Localização : Salvador - BA

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos